quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Mudanças de pefil

É, mudança de perfil. Mas não se preocupem, não vou mudar meu perfil do orkut (o falecido), do facebook e afins!!!!!
Vou somar!
Resolvi por conta de meus tempos livres, principalmente neste fim de ano onde as pessoas tem muito mais o que fazer do que te contratar para instalar, cuidar ou derrubar (rs) um jardim, somar mais uma atividade! Afinal, nem só de pão vive o homem, um pãozinho com manteiga não faz mal a ninguém!
Não vou postar fotos, mesmo porque ainda não as tenho. Não colocarei projetos, afinal o segredo é uma das receitas de sucesso.
Vou propor a mim um novo negócio. Jardinagem, carpintaria, reaproveitamento de materiais e decoração de casas!!!! Será que darei conta?
Pelas minhas expectativas e tentativas e conhecimentos, acredito em mim que sim.
Acho que chegou um momento de soma de conhecimentos em minha vida. Somar, misturar e melhorar, eis a lei que rege meu destino daqui para frente.
E aguardem, logo mais, teremos ótimas novidades!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Mensagens da Natureza!


" Há milênios a Natureza espera a compreensão dos homens.
Não se tem alimentado tão sômente de esperança, mas vive em ardente
expectação, aguardando o entendimento e o auxílio dos Espíritos encarnados
na Terra, mais prôpriamente considerados filhos de Deus. Entretanto, as forças
naturais continuam sofrendo a opressão de todas as vaidades humanas. Isto,
porém, ocorre, meus amigos, porque também o Senhor tem esperança na
libertação dos seres escravizados na Crosta, para que se verifique igualmente
a liberdade na glória do homem. Conheço-vos de perto os sacrifícios,
abnegados trabalhadores espirituais do solo terrestre! Muitos de vós aqui
permaneceis, como em múltiplas regiões do planeta, ajudando a companheiros
encarnados, acorrentados às ilusões da ganância de ordem material. Quantas
vezes, vosso auxílio é convertido em baixas explorações no campo dos
negócios terrestres? A maioria dos cultivadores da terra tudo exige sem nada oferecer.
Enquanto zelais, cuidadosamente, pela manutenção das bases da vida,
tendes visto a civilização funcionando qual vigorosa máquina de triturar,
convertendo-se os homens, nossos irmãos, em pequenos Moloques de pão,
carne e vinho, absolutamente mergulhados na viciação dos sentimentos e nos
excessos da alimentação, despreocupados do imenso débito para com a
Natureza amorável e generosa. Eles oprimem as criaturas inferiores, ferem as
forças benfeitoras da vida, são ingratos para com as fontes do bem, atendem
às indústrias ruralistas, mais pela vaidade e ambição de ganhar, que lhes são
próprias, que pelo espírito de amor e utilidade, mas também não passam de
infelizes servos das paixões desvairadas. Traçam programas de riqueza
mentirosa, que lhes constituem a ruína; escrevem tratados de política
econômica, que redundam em guerra destruidora; desenvolvem o comércio do
ganho indébito, colhendo as complicações internacionais que dão curso à
miséria; dominam os mais fracos e os exploram, acordando, porém, mais tarde,
entre os monstros do ódio! É para eles, nossos semelhantes encarnados na
Crosta, que devemos voltar igualmente os olhos, com espírito de tolerância e
fraternidade. Ajudemo-los ainda, agora e sempre! Não esqueçamos que o
Senhor está esperando pelo futuro deles! Escutemos os gemidos da criação,
pedindo a luz do raciocínio humano, mas não olvidemos, também, a lágrima
desses escravos da corrupção, em cujas fileiras permanecíamos até ontem,
auxiliando-os a despertar a consciência divina para a vida eterna! Ainda que
rodeiem o campo de vaidades e insolências, auxiliemo-los ainda, O Senhor
reserva acréscimos sublimes de valores evolutivos aos seres sacrificados. Não
olvidará Ele a árvore útil, o animal exterminado, o ser humilde que se consumiu
em benefício de outro ser! Cooperemos, por nossa vez, no despertar dos homens, nossos Irmãos, relativamente ao nosso débito para com a Natureza
maternal. Sempre, ao voltarmos à Crosta, envolvendo-nos em fluidos do círculo
carnal, levamos muito longe a aquisição de nitrogênio.


Convertemos em tragédia mundial o que poderia constituir a procura
serena e edificante.
Como sabemos, organismo algum poderá viver na Terra sem essa
substância, e embora se locomova, no oceano de nitrogênio, respirando-o na
média de mil litros por dia, não pode o homem, como nenhum ser vivo do
planeta, apropriar-se do nitrogênio do ar. Por enquanto, não permite o Senhor a
criação de células nos organismos viventes do nosso mundo, que procedam à
absorção espontânea desse elemento de importância primordial na
manutenção da vida, como acontece ao oxigênio comum. Sômente as plantas,
infatigáveis operárias do orbe, conseguem retirá-lo do solo, fixando-o para o
entretenimento da vida noutros seres. Cada grão de trigo é uma bênção
nitrogenada para sustento das criaturas, cada fruto da terra é uma bolsa de
açúcar e albumina, repleta do nitrogênio indispensável ao equilíbrio orgânico
dos seres vivos. Todas as indústrias agropecuárias não representam, na
essência, senão a procura organizada e metódica do precioso elemento da
vida. Se o homem conseguisse fixar dez gramas, aproximadamente, dos mil
litros de nitrogênio que respira diAriamente, a Crosta estaria transformada no
paraíso verdadeiramente espiritual. Mas, se muito nos dá o Senhor, é razoável
que exija a colaboração do nosso esforço na construção da nossa própria
felicidade. Mesmo em “Nosso Lar”, ainda estamos distantes da grande
conquista do alimento espontâneo pelas forças atmosféricas, em caráterabsoluto. E o homem, meus amigos, transforma a procura de nitrogênio em
movimento de paixões desvairadas, ferindo e sendo ferido, ofendendo e sendo
ofendido, escravizando e tornando-se cativo, segregado em densas trevas!
Ajudemo-lo a compreender, para que se organize uma era nova. Auxiliemo-lo a
amar a terra, antes de explorá-la no sentido inferior, a valer-se da cooperação
dos animais, sem os recursos do extermínio! Nessa época, o matadouro será
convertido em local de cooperação, onde o homem atenderà aos seres
inferiores e onde estes atenderão às necessidades do homem, e as árvores
úteis viverão em meio do respeito que lhes é devido. Nesse tempo sublime, a
indústria glorificará o bem e, sentindo-nos o entendimento, a boa vontade e a
veneração às leis divinas, permitir-nos-á o Senhor, pelo menos em parte, a
solução do problema técnico de fixação do nitrogênio da atmosfera. Ensinemos
aos nossos irmãos que a vida não é um roubo incessante, em que a planta lesa
o solo, o animal extermina a planta e o homem assassina o animal, mas um
movimento de permuta divina, de cooperação generosa, que nunca
perturbaremos sem grave dano à própria condição de criaturas responsáveis e
evolutivas! Não condenemos! Auxiliemos sempre!
A assembléia, tanto quanto nós, estava sob forte impressão.
Aniceto calou-se, contemplou com simpatia os animais e as aves próximas,
como se estivesse a endereçar-lhes profundos pensamentos de amor e, a
seguir, fechou o Livro Sagrado, com estas palavras:
— Observamos com o Evangelho que a criação aguarda ansiosamente a
manifestação dos filhos de Deus encarnados! Concordamos que as criaturas
inferiores têm suportado o peso de iniqüidades imensas! Continuemos em
auxilio delas, mas não nos percamos em vãs contendas. Os homens esperam
também a nossa manifestação espiritual! Desse modo, ajudemos a todos, no
capitulo do grande entendimento."

Palavras de Aniceto, Livro "Os Mensageiros" de André Luiz, psicografado por Chico Xavier.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

PLANTAR UMA ÁRVORE, TER UM FILHO, ESCREVER UM LIVRO!


Estava eu filosofando com minhas plantas, joaninhas e lagartinhos de um enorme jardim. 
.
Aliás hoje foi um dia de muita inspiração, muito cansaço, e muito contato com a natureza, quase virei terra!!!! 

Sempre ouvimos dizer que para ser completo o homem precisa: Plantar uma árvore, escrever  

um livro e ter um filho. 

Ok, vamos lá aos meus mais longínquos pensamentos. Por que essas três ações? (Três 

reparou?!)


PLANTAR UMA ÁRVORE: Pensemos bem, somos 7 bilhões de seres humanos, se cada um plantasse uma árvore, e cuidasse dela até ela realmente vingar, teríamos 7 bilhões de árvores a mais no planeta, e se isso fosse bem organizado, salvaríamos várias da extinção! 


TER UM FILHO: Nem precisa de muita descrição, é a maior benção que um ser humano pode ter. Também é necessário o cuidado, o ensinamento, a criação até que o filho possa voar com suas próprias asas. (Eu AINDA não tenho filhos, mas isso deve ser o tormento dos pais né, ver o filho voar com as próprias asas). Aliás, poderia somar este fato com a questão da árvore. Cada pessoa que tivesse um filho, plantaria uma árvore, para assim garantir um ambiente limpo para ele no futuro. Se hoje somos 7bilhões, e se cada 7bilhões tivesse um filho, uau, salvamos o planeta!


Agora; 


ESCREVER UM LIVRO: Foi aí que minha mente começou a entrar em estado de hiper atividade, rs. Por que escrever um livro? Imaginem, 7 Bilhões de Livros a mais no planeta. Consumiria todas as árvores plantadas. Aí comecei a pensar no meu desejo íntimo de escrever um livro, desejo que sempre me acompanhou desde a infância, e várias vezes comecei e parei, acho que não chegou a hora ainda. Mas quando se pensa em escrever um livro, no âmbito pessoal, quase sempre, ou no meu caso, não quero generalizar meu particular, o desejo é escrever uma autobiografia, ou uma versão diferenciada da autobiografia. Ou seja, escrever um livro sobre a própria vida. 

Acho que lá no fundo todos temos esse desejo.


Aí consegui concluir o velho ditado.


UM HOMEM NÃO PODE SER COMPLETO SE SUA VIDA 

NÃO RENDER UMA BOA HISTÓRIA!


Portando, vamos escrever nossos livros da vida meus queridos amigos. Eu acho que comecei agora né!!!!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

A delícia do trabalho

Eu estava um pouco sem inspiração para escrever ultimamente. Também, trabalho, compromisso, cursos, terapia, haja inspiração né.
Pensei escrever sobre lírios, estou pesquisando sobre eles, já que não gosto de escrever algo por escrever. Agora também a Falsa-Mirra entrou no holl de postagens, acabei de plantar uma em casa.
Mas hoje vou aproveitar para falar sobre JARDINAR!
Não em pesquisas, mas no empírico, minha vida jardinando.
Com o tempo você vai identificando detalhes não vistos a olho nu. Tipo, a personalidade do dono do jardim que você cuida. A personalidade do jardim, seus habitantes, suas belezas, suas tristezas.
Ao início do meu trabalho, tinha medo das aranhas, sempre tive medo de aranhas. Para quem pôde verificar na última postagem, consegui entrar em harmonia com elas. E mais, quando via uma aranha em uma planta, a retirava, acreditando ser ela prejudicial à planta. Que equívoco. Que capacidade nós seres humanos temos de acreditar que tudo funciona como funciona para nós mesmos.
As aranhas em flores, plantas, etc, são benéficas, pois se alimentam de pragas que por ali poderiam se instalar. Por exemplo, um teia de aranha numa bromélia, afasta os mosquitos que podem reproduzir-se em suas poças d'agua. E elas comem pulgões, não o suficiente para acabar com uma infestação, mas uma infestação sempre começa com alguns pequenos pulgões, que, ao ver a predadora pensarão 2x antes de atacar as plantinhas.
Aí me deparo com sementes de palmeiras brotando voluntariamente do chão. Existem cursos especializados para germinação de sementes de palmeiras, pois é hiper complicado faze-las germinar fora de seu habitat natural. Mas a natureza, quando sozinha e livre para atuar, sempre encontra um meio.
E a solidão! Trabalhar num jardim é estar consigo mesmo e com as plantas. É uma terapia Froidiana. Com um elemento especial, é claro. Entre minhas preocupações, confusões, conclusões, questionamentos e planejamentos, conto com a terra que descarrega minha energia, equilibrando-a, com as plantas e suas emanações energéticas mais que benéficas, e com a ligação mental com o universo. Portanto não há solidão, e sim uma grande oportunidade de interiorização e exteriorização. É unir o intelecto, o físico e o espiritual!
É cansativo, mas produz serotonina. Ah! Grandiosa sejas serotonina.
É inseguro, pois não tenho conhecimento de todas as plantas e suas necessidades. Bendita sejas insegurança, pois és a força motriz de minhas pesquisas e estudos.
É perigoso, pois há animais peçonhentos, acidentes de trabalho, plantas que podem causar algum tipo de alergia... para isso posso contar com duas ótimas ferramentas. Uma oração de agradecimento por poder trabalhar em que minha alma se satisfaz, evolui e aprende, e com os equipamentos de segurança.
Jardinar, ao meu ver, é uma experiência que as vezes nem consigo descrever. É sentir parte realmente do planeta. É depender da chuva, do sol, do vento! É procurar o equilíbrio. É retirar elementos daninhos, para que elementos benéficos possam se fortalecer!
Enfim, é uma lição de vida, quem nunca imaginei receber, e que talvez nunca consiga agradecer à altura do benefício!

Obrigado.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

SEM DESEQUILÍBRIO

Antigamente eu era aracnofóbico.
Hoje aconteceu algo bem engraçado. Estava eu cuidando de um belo jardim quando me deparei com uma aranha na teia. Já havia pensado antes: "se eu matar todas as aranhas que eu encontrar nos jardins da vida, somente eu produzirei um desequilíbrio ecológico sem proporções", portanto nunca mais as matei.
Mas hoje foi engraçado. Cuidar de jardim é uma experiência onde se encontra você, você mesmo, as plantas e Deus! Não tem mais ninguém pra conversar. Eis que olhei para a aranha e disse "olha bonitona, não vou invadir seu espaço, vou apenas embelezar o jardim. como não tenho ninguém para conversar, e estou precisando desabafar umas coisas, conversarei com a senhora. Caso não esteja de acordo, se mexa." Ela não se mexeu, ou seja, simpática a aranha querendo me ouvir. E conversamos, conversamos, aí quando eu terminei o trabalho, algo inusitado aconteceu. Ela começou a se mexer, tecendo uma nova teia. Interpretei isso como um "Pô cara, vc é legal!". Já a apelidei de Charlote. Amanhã passarei la falar com ela. Ótima psicóloga viu, estilo Froidiana. É isso!!!!!

sábado, 1 de outubro de 2011

Enfim o Protótipo, Hortas para Pequenos Espaços

Caríssimos leitores; andei meio desligado do blog porque estou realmente com muito trabalho, muuuuito trabalho. E só posso agradecer por isso.
Mas não esqueço das promessas que aqui faço, e trabalhei, estudei, montei, desmontei, testei, e enfim surgiu, nasceu a mini horta para pequenos espaços.
Voltando lá atrás, quando escrevi sobre o prazer de colher seus próprios temperos em casa, no momento do cozimento, temperos frescos, e colhidos na hora. Além de prazeroso, para quem gosta de cozinhar e cuidar de seus  próprios alimentos, é um pouco mais de saúde, um mínimo de alimento saudável que podemos oferecer ao nosso corpo, nosso precioso corpo. 
Muitos de vocês podem me perguntar:
"Ah, legal Maurício, horta em casa, alimento fresco, bla bla bla, mas você tem um espaço grande para fazer isso, ou um quintalzinho, mas isso não é funcional em um apartamento? ou uma casinha sem espaço externo?"
Calma que todos esse problemas foram solucionados. 
Bom, para o modelo que criei, especialmente para pessoas que não dispõe de espaço para o plantio de ervas, devemos lembrar que é um modelo compacto, e que deve ficar no local mais iluminado da casa, portanto, devemos prestar atenção em horários de sol, luminosidade e que tipo de ervas iremos plantar.
Vale-se lembrar também, por exemplo, que através da vidraça ensolarada, a maioria das ervas cresce "quase" tão bem dentro de casa quanto do lado de fora.
Para cultivar temperos em casa, também é necessário diariamente olhar para a planta, verificar a presença de seres estranhos, pragas, cochonilhas, pulgões, enfim, tudo que se movimente, ou não, ou tudo que pareça que não faz parte de nossas plantinhas!

ALGUNS EXEMPLOS DE ERVAS QUE PODEM SER PLANTADAS DENTRO DE CASA: (em condições onde haja luminosidade e incidência de sol)


  • ALECRIM: Para quem já leu minha postagem sobre o Alecrim, já sabe né, plantinha sem vergonha, que vai em quase qualquer lugar. Mas ela necessita de no mínimo duas a três horas de sol! Muito utilizado para realçar o sabor de aves e da carne de carneiro (huuuummm!!!), suas folhas contém um óleo que é empregado em unguentos contra dores musculares. 
  • ALFAVACA: Por serem da família do Alecrim, necessitam mais ou menos do mesmo período de sol. Muito utilizada em sopas e molhos, possuindo propriedades digestivas, antiflatulências, anticatarrais e antiasmática. É considerada benéfica também contra problemas urinários.
  • CEBOLINHA: Esta é só para quem tem um espaço disponível para seis horas de sol direto na planta, ela necessita deste tempo. Seu uso realça o sabor das batatas, sopas e cozidos. Um dado interessante, é que ela contém enxofre que pode reduzir a pressão arterial se consumida em grandes quantidades. Então já sabe, em vez de exagerar no sal, exagere na cebolinha.
  • HORTELÃ: Perfeita para ser plantada em locais de meia sombra. O excesso de sol nesta aromática e deliciosa erva, queima suas folhas. Portanto, sombrinha na hortelã. Curioso é que para que o aroma da hortelã fique bem concentrado em suas folhas, esta deve ser plantada em solo sem muita adubação, evitando assim o desenvolvimento de muitas folhas. Dicas para a hortelã: Chá gelado é ótimo, Suco de abacaxi com hortelã batido, muito refrescante. Eu uso muito no tabule, huum, em outra postagem darei uma receita de um tabule que adaptei para nosso clima tropical, muito bom!!! Surpresa...
  • MANJERICÃO: (meu padrinho na jardinagem): O manjericão também pode ser plantado dentro de casa, mas deve receber muita luminosidade sem incidência direta do sol, garanto folhas muito verdes, suculentas e com um aroma ótimo. Uso muito ele em tempero para carne vermelha, salada, sabe quando você assa a cebola na churrasqueira, dentro do alumínio. Experimenta desfaze-la depois, adicionar um limão, manjericão e azeite. Nem preciso comentar né, use e abuse.
Bom, se eu ficar aqui listando as ervas, acredito que a leitura ficará cansativa e não é o objetivo da postagem. Em outra detalharei erva por erva. Ou continuarei fazendo uma postagem por erva, elas merecem.

E vocês se perguntando, tá, mas onde eu vou plantar, do lado da lava roupas, rs... Talvez, mas não aconselho, pois pode ocorrer acidentes com produtos de limpeza e isso não seria interessante.

Bom, também coloco aqui o reaproveitamento de materiais, quanto mais reutilizarmos, melhor. O ato de reciclar é ótimo, mas reutilizar vem antes!

Então lhes apresento minha nova criação:

A MINI HORTA COMPACTA:







Agora, queridos leitores, é com vocês, preciso de comentários, críticas, sugestões, encomendas, enfim, um retorno para esta prazerosa e funcional criação.

Um grande abraço a todos, bom fim de semana!!!!!


terça-feira, 27 de setembro de 2011

A Lenda das Orquídeas!



"Na cidade de Anam existia uma formosa jovem chamada Hoan-Lan cujo divertimento predileto era fazer penar duras paixões em numerosos admiradores. Por um sorriso seu o jovem Kien-Su tinha cinzelado o ouro mais fino, e trabalhado com infinita paciência as mais lindas peças de jade. A ingrata Hoan-Lan, depois de adornar-se com todos os presentes, riu-se dele. Kien-Fu desesperado acabou com a vida jogando-se no Rio Vermelho.

E como Kien-Su vários outros mataram-se: o pintor Nzuyen-Ba penetrou selva adentro, Ma-Da envenenou-se, Cunz-Lie enlouqueceu. Todos por terem sido desprezados por Hoan-Lan.
Mas o poderoso deus das cinco flechas julgou ter chegado o momento de castigar tanta maldade. E o castigo foi fazer com que a jovem volúvel se apaixonasse perdidamente pelo formoso Mun-Say. E assim aconteceu. Desde então Hoan-Lan, no seu leito de nácar e sedas bordadas, desesperava-se com a indiferença de Mun-Say: "- Não me interessas rapariga, dizia ele, és como todas as outras, não serve nem para atar as fitas da sandália da mulher que amo.". . .Treslouca Hoan-Lan, apesar da noite escura, foi procurar o deus da montanha de Tan-Vien.. . .Quando chegou junto ao trono de ônix do poderoso gênio, prostou-se e implorou: "- Cura-me que sofro horrorosamente. Amo Mun-Say que me despreza." "- É justo o castigo, respondeu o gênio, porque o mesmo tens feito aos teus apaixonados. Vai-te daqui, nada conseguirás!, rugiu o gênio." Na saída do templo Hoan-Lan encontrou uma bruxa de pés de cabra. "- Formosa jovem, disse-lhe a bruxa, sei que és muito desgraçada. Queres vingar-te de Mun-Say?" "- Vende-me tua alma e juro-te que embora Mun-Say nunca te ame, não amará outra mulher." Hoan-Lan aceitou o contrato. A bruxa fez um feitiço com uma folha de palmeira e enterrou-a, pronunciou umas palavras desconhecidas e desapareceu. E Hoan-Lan voltou para casa.. . .Um dia, vendo de longe seu adorado Mun-Say, correu para ele, e quando preparava-se para abraçá-lo o jovem transformou-se numa árvore de ébano. Neste momento apareceu a bruxa que, soltando uma gargalhada, disse: "- Dessa maneira o teu amado, embora nunca te ame, não poderá ser nunca de outra mulher." "- Bruxa infame, exclamou chorando a pobre Hoan-Lan, que fizeste ao meu adorado? - Devolve-me ou mata-me." "- Contratos são contratos - replicou a bruxa. - Cumpri o que prometi. A tua alma me pertence. E soltando uma última gargalhada, desapareceu. . . .Hoan-Lan caiu chorando ao pé da árvore: "- Perdoa-me Mun-Say. Tem para mim uma só palavra de amor, de indulgência, de compaixão. Não vês como me arrasto a teus pés, como sofro?" Mas a árvore nada respondia.. . .A jovem ficou ali parada durante muito tempo. Um dia, passou por ali um gênio, que se compadeceu de sua dor. Acercando-se dela, colocou um dedo em sua testa e disse: "- Mulher, procedeste muito mal, mas sua dor purificou sua alma. Estás perdoada e vai deixar de sofrer. Antes que a bruxa venha buscar tua alma, vou converter-te numa flor. Ficarás sendo, no entanto, esquisita e requintada que dê a impressão do que foi tua vida maldosa. Quem vir tuas pétalas facilmente advinhará o que foi teu espírito caprichoso, volúvel e cruel e a tua preocupação constante com a elegância. "-Concedo-te um bem: não te separarás do bem que adoras e viverás de tua seiva, parasita do teu amado." Enquanto falava, a túnica rósea de Hoan-Lan ia empalidecendo e tomando uma delicada cor lilás. Os olhos da jovem brilhavam como pontos de ouro e suas carnes tomaram a tonalidade do nácar. Os seus formosos braços enrolaram-se na árvore, numa derradeira súplica. E ela se transformou numa orquídea. E foi assim que apareceu a primeira orquídea no mundo, segundo a lenda de Anam."

sábado, 24 de setembro de 2011

PRIMAVERANDO

Lógico que com o início da primavera eu não poderia deixar de postar um texto em homenagem a essa estação do ano.
Primaverando foi um título que surgiu a partir de jardinando.
Portanto, queridos leitores, essa será a primeira primavera que terei o prazer de jardinar.

Nossa primavera, digo nossa porque existem duas, a primavera austral (do hemisfério sul) e a primavera boreal (do hemisfério norte), começou em 23 de setembro, ou seja, no equinócio de setembro.
E vocês sabem o que representa um equinócio?
Equinócio é o dia em que o sol se encontra numa determinada posição em relação à terra fazendo que a noite e o dia tenham a mesma duração. E isso só ocorre duas vezes no ano, em março, e em setembro. O equinócio de março marca o início da primavera do hemisfério norte, a boreal, e a de setembro marca o início da primavera do hemisfério sul, a austral. (uau)
Bom, só sei que ontem (23/11), quando acordei recebi da natureza o maior presente que a primavera poderia trazer com ela, e não tenho descrições para tal presente, portanto recorrerei àquela estratégia de marketing onde uma imagem vale tudo:

Preciso dizer algo? parece que ela está te olhando né?


Mas vamos às curiosidades. Não pretendo aqui explicar a mitologia grega inteira sobre a primavera. Sabemos muito sobre Deméter (a quarta esposa de Zeus) mãe de Perséfone, a raptada por Hades.
Curioso eu achei ao ler sobre o assunto, o porque Perséfone ficava seis meses com Hades, e seis meses com Deméter.
Nos seis meses que voltava para sua mãe, Deméter mostrava todo seu poder da fertilidade, fazendo florir os campos e produzirem-se os frutos. E quando os seis meses em que Perséfone voltava para Hades, Deméter demonstrava toda sua tristeza deixando a terra fria e triste, como o inverno e o outono.
Agora, o que ninguém havia me ensinado na escola, era o porque Perséfone era obrigada a voltar para Hades. Ouçam bem, quando foi raptada, sua mãe abandonou seus compromissos no Olimpo e passou nove dias e nove noites procurando-a, sem resposta. Então, o Sol, que tudo sabe e tudo vê (era a internet daquele tempo) contou a Deméter que sua querida filha havia sido raptada por Hades. A mãe então desesperada apelou a Zeus, que não pode fazer muito. Perséfone não mais poderia retornar do mundo subterrâneo, pois havia provado o fruto dos infernos (a Romã), fazendo-se assim um acordo de seis meses cada um.
Agora pensem bem, alguma coisa nessa história lembra a maçã. Que mania que o ser humano tem de ser metafórico né. Coitada da romã (se bem que nunca fui tão fã assim de romã, prefiro a maçã).
Agora outra coisa me intriga, onde é que entra o verão?
Se a primavera durava seis meses?

Deméter, seja Benvinda... Agora Perséfone, precisava comer a romã?!


Bom, sei que estou realmente extasiado e eufórico para ver, desde o começo, as plantinhas que cultivei, mostrarem toda sua beleza.
Quando comecei a jardinar profissionalmente, no início deste ano, tenho contado com vários amigos especiais que me impulsionaram muito nesse ramo. Tenho recebido muito em troca. Muito trabalho, muita satisfação, muito conhecimento, e agradeço muito a Deus por poder ter o dom de cuidar e conduzir a germinação, o crescimento e o desenvolvimento de seres maravilhosos como aquela maravilha lá em cima.  Me emociono muito ao falar do assunto!


Jardinar me mostrou um novo olhar sobre o mundo;
Jardinando aprendi muito sobre mim.
Jardinar é cuidar,
É cultivar,
É florescer!

Jardinando parei de roer unhas;
Jardinando, reaprendi a pesquisar.
Jardinando pela vida, me encontrei em mim mesmo.

Agora é Primavera
E num patamar estou
e daqui pra frente, serão flores
e quanto aos espinhos
aprendi muito sobre eles.
Vivi muito entre eles.

Agora vivo entre flores,
Lógico, vendo os espinhos.
Sei como tratá-los bem;
Mas são as flores que me convém!!!!

Maurício Soave



sábado, 17 de setembro de 2011

Capim Cidreira não é Erva Cidreira!

Sim, não é brincadeira, Capim Cidreira não é Erva Cidreira (descobri o Brasil)!
Eu queria que a minha próxima postagem fosse sobre a "cidreira". Primeiramente porque adoro o chá desse capim, segundo porque fiz um chá dele, coloquei em uma garrafa de vidro com os capins dentro, achei fino. Detalhe, gelado e sem açúcar, um refresco para a alma nestes dias de calor. Então lá foi eu procurar saber mais sobre este capim, além de saber que ele é um poderoso sedativo (pelo menos pra mim, funciona melhor que Rivotril).
Qual não foi meu susto, quando leio num site sobre todas (quase todas) as plantas que pesquiso: " O capim cidreira é muito confundido com a erva cidreira devido ao aroma". Aí não tive dúvidas, preciso compartilhar isso com o mundo.

Vamos começar com o CAPIM CIDREIRA (que era a única cidreira que eu achava que existia)

Existem vários nomes populares para este capim, são eles:
Capim-limão, Capim-cidró, Capim-cheiroso, Cidró, Chá-de-príncipe, Capim-cidreira, Príncipe, Capim-santo, Belgate, Belgata, Chá-do-gabão, Capim-cidrão, Capim-cidrilho, Capim-de-cheiro, Capim-marinho, Capim-membeca, Palha-de-camelo, Esquenanto, Chá-de-estrada, Chá-de-caxinde.


Pois é, com tanto nome só poderia ter uma parenta estranha mesmo.


Sempre utilizei deste chá para me acalmar, ou quando não conseguia dormir. Sinceramente o efeito que ele provoca em  mim é bem potente, tanto que no  outro dia acordo meio zonzo, com algumas funções ainda desligadas. Enfim, isso acontece comigo, e cada pessoa reage de um jeito.
Gostaria de informar também que seu uso em excesso (várias doses diárias) pode ser danoso, pois umas de suas funções é baixar a pressão ou até provocar abortos, portanto, sigamos as orientações de Glorinha: Menos é Mais.
Aqui em casa tenho ele plantado em um vaso. Deve-se plantá-lo ao sol pleno (ele é do tipinho sem vergonha, vai em qualquer lugar). Cuidado ao coletar os capins-cidreira em lugares desconhecidos, pois em alguns lugares, tipo praças, terrenos, ou algo do tipo, costuma-se aplicar produtos químicos para conter ervas daninhas, e como o capim cidreira é da mesma estrutura da grama este não é afetado pelo produto. Mas isso não significa que o produto não tenha sido absorvido pelo capim cidreira, e quando fizer um chá, você pode ingerir junto com ele algumas doses de "Randap" por exemplo, o que não seria nada agradável (podendo causar até intoxicações graves). Portanto tenha um vaso em sua casa, ou peça para algum amigo que o tenha (Eu). 


No paisagismo é interessante usá-lo como bordadura de canteiros, e numa hortinha ele é indispensável, seja pelo seu uso, seja pelo seu aroma. 
O capim cidreira atraem abelhas (e por favor, não matem as abelhas, dizem os cientistas que se as abelhas forem extintas, como são responsáveis pela polinização da maioria dos alimentos que consumimos, a humanidade pode contar com seus últimos QUATRO anos de existência, mas isso será tema de outra postagem).


INDICAÇÕES MEDICINAIS:
  • insônia;
  • nervosismo (antes de discutir a relação, tomem um chá de capim-cidreira);
  • cólicas;
  • resfriados;
  • gripes;
  • mialgias;
  • febres;
  • infecções da pele.
Ele também é um calmante, sedativo, antipirético, anti-depressivo, diurético, expectorantes, bactericidas, analgésicos, ansiolíticos, digestivos entre outras propriedades mais.
Agora notem que interessante, a infusão de seu rizoma, além de tônico, clareia os dentes.


Agora vamos à parenta







·        
ERVA CIDREIRA


 Esta planta é de porte arbustivo, e pode atingir até 80cm. Parecidinha com a hortelã né?! Pois não é. E ela dá florzinha, branca, nunca as vi. 
Suas funções terpêuticas coicidem com a prima alongada lá em cima, calmante, digestiva, ...,  mas esta também é sudorífera, podendo baixar febres. 
Indicada para aliviar cólicas intestinais e também para acelerar a vinda das menstruações. (eu não sou médico e isso é proveniente de pesquisas, e em minha opinião, menstruação atrasou, procura um teste de farmácia né!)
Um outro nome popular da ERVA CIDREIRA é Melissa. Segundo a lenda, Melissa era uma Ninfa da mitologia grega que protegia as abelhas.

AGORA EIS A QUESTÃO:

A confusão não é só minha, ou só sua caro leitor. A confusão é geral.
Em sites confiáveis, li que o capim e a erva só eram parecidos no aroma. Depois descubro muitas qualidades e usos terapêuticos praticamente para a mesma coisa, agora a pequenininha aí é homenageada pela protetora das abelhas, mas quem atraem as abelhas e a cumprida lá em cima.
Acredito que este blog vai acabar me forçando a fazer uma faculdade de Biologia!!!!

O que posso concluir:
Tome chá de erva ou capim cidreira, mas não misture os dois, apesar de naturais a soma de várias ervas na mesma infusão, sem conhecimento prévio pode ser prejudicial;
As duas primas cidreiras são calmantes;
As duas são ligadas á longevidade (da´-lhe erva cidreira, vou fazer uma fonte de chá de cidreira em casa);

E segundo as lendas, das duas, uso aromaterápico com as duas, faz bem à pele dando firmeza, e traz a pessoa amada. (não me informaram em quantos dias).

Prometo que vou plantar a erva agora, e depois conto os resultados.

E vale sempre lembrar que as informações de uso medicinal aqui contidas devem ser confirmadas com seu médico pessoal, mas um chazinho em dose homeopática não faz mal a ninguém!

Obs: Existe uma canção popular super bonitinha, que você pode conferir o vídeo na publicação abaixo, ou anterior a essa.


Um abraço a todos, calmo, tranquilo, sereno, assim como a cidreira!!!!

Uxu Kalhus - Erva Cidreira

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

TREVO: sorte, misticismo, e outras curiosidades.

Como vocês, meus caros leitores, já perceberam, em cada experiência de trabalho algo me chama a atenção, e lá vai eu pesquisar e dividir com vocês meus conhecimentos, anseios, revoltas, incentivos, etc... Enfim, como disse à uma querida pessoa que se declarou minha leitora, tenho necessidade de compartilhar meus pensamentos com o mundo. Se for útil a alguém, nem que seja a apenas uma pessoa, já foi válido.
Pra mim, escrever este blog é muito enriquecedor. Ele faz com que eu busque a pesquisa, o conhecimento, e, como eu sempre digo, eu sou uma pessoa em construção, que muito sabe da vida, tanto sei que nada sei...

Bom, vamos ao título.


Fiz uma manutenção de um jardim graciosíssimo esses dias, e palmas para a proprietária do jardim. Ela faz questão que as ervas daninhas do seu gramado sejam tiradas manualmente, sem adição de produtos químicos. Digna.
Confesso que o trabalho exigiu certa paciência, mas muita gratificação. É bom saber que você não está arriscando contaminar um lençol freático.
E dentre várias ervas "daninhas" (coloco o termo daninha entre aspas pois acho que toda planta tem seu lugar na natureza, e nada pode ser danoso só pelo fato de nascer) encontrei vários trevos à serem retirados.
Primeiro que retirar os trevos não é algo tão simples como puxa-los. Deve com um inço (ferramenta para arrancar raízes) reitrar o bulbo (uma batatinha) que fica no fundo da terra donde nascem os trevos. UM POR UM. Mas também não foi nenhum esforço sobre-humano, em 4 horas o gramado estava livre das plantinhas "daninhas".
Voltei pra casa, sempre com um questionamento na mente né. Porque tirar os trevos, eles são tão bonitinhos, e até dão flores?
A verdade é que, sim, os trevos são ervas "daninhas" que concorrem com a grama pela matéria orgânica, podendo deixar o gramado com falhas, matando a grama em volta, e deixando-a disforme. Mas se for tirá-los faça-os manualmente, o planeta já tem problemas ambientais demais e um pequeno gesto tem grandes resultados. Se o gramado for enorme e em último caso seja necessário a aplicação de produtos químicos, o ideal é o uso de uma solução de 2,4 D, ou seja, um fitorregulador que faz a erva "daninha" morrer sem que a grama seja afetada. Se você, leitor, aderir para esse método, por favor, procure alguém especializado, que saiba manipular o produto, fazendo as diluições corretas para que os danos naturais sejam mínimos possíveis!

Aqui em casa, plantei em um vaso uma agave, e a terra com que preenchi o vaso estava repleta de sementes de trevo. Resultado, o vaso está repleto de trevos. E deu flores, à qual eu tenho uma foto (ebaaa)

 Tá vendo, parece o chapeuzinho da Sininho, do Peter Pan. Não vou tirar os trevos do vaso, vou replantar a agave em outro lugar.

(Clientes: Fiquem tranquilos, se for de sua vontade retirar os trevos eu os farei com maior prazer, aliás reitarei completamente, assim posso plantar em outro lugar.)

Agora vamos para a melhor parte, acredito eu, que são as curiosidades. Confesso que fiquei encantado com o mundo dos Trevos.

Existem quatro espécies de trevos:

  • Trifolium subterraneum - Trevo Subterrâneo
  • Trifolium incarnatum - Trevo Encarnado
  • Trifolim Alexandrinum - Bersim
  • Trifolium repens - Trevo branco


Não ficarei aqui, caros leitores, descrevendo cientificamente cada um, mesmo porque nao sou nenhum expert, nem tenho formação no assunto.



Acho que todos estão se perguntando, mas e o trevo de 4 folhas? (quando eu escrevo "todos" eu imagino que estou escrevendo uma crônica na "Folha de São Paulo", rsrsrs)

O Trevo de quatro folhas é uma anomalia genética que raramente é encontrado entre os trevos de três folhas. Lógico que os botânicos já identificaram essa anomalia e criaram uma espécie que só produz trevos de 4 folhas, mas aí perde todo o sentido da sorte. (eu acho)

Portanto, quando você encontra um trevo de quarto folhas, é sinal de boa sorte, indicação de realizações pessoais e prosperidade. Mas para isso você deve presentear alguém com esse trevo, ou seja, não seja egoísta de guardar o trevo apenas para você, e este alguém presenteado deve fazer o mesmo com três (trevo) pessoas, ficando o trevo com a terceira pessoa.

Porque três pessoas?

Porque três é a Trindade;
Três é a continuação da vida: Homem, mulher, filho (trio);
Três é o primeiro número perfeito, e tem grande significação "espiritual" formando o triângulo.
E o mais interessante de tudo que pesquisei, o número 3, seus múltiplos e submúltiplos é muito citado na Bíblia e está associado ao nome e história de JESUS. Vejam bem:

  • Foram TRÊS Reis Magos que levaram presentes à JESUS em seu nascimento;
  • JESUS viveu em Nazaré, e o valor numerológico da cidade é 21, que se reduz à TRÊS;
  • Quando JESUS se perdeu da caravana de seus pais, e ficou no templo falando aos rabinos, sua idade era 12 anos, que reduzindo: TRÊS.
  • JESUS passou 18 anos se preparando para sua missão, que reduzindo da 9, múltiplo de TRÊS;
  • JESUS iniciou sua pregação aos 30 anos, TRÊS;
  • ELE também teve 12 discípulos, reduzindo: TRÊS;
  • No Atos dos Apóstolos JESUS é chamado de JUSTO TRÊS vezes;
  • Judas traiu JESUS por 30 moedas;
  • ... e disse JESUS a Pedro: "antes que o galo cante, me negarás TRÊS vezes"
  • JESUS foi crucificado com dois ladrões, somando o total de TRÊS pessoas;
  • JESUS foi pregado na cruz na TERCEIRA hora, e essa cruz foi erguida no monte Cálvário, cuja soma das letras dá 24, reduzindo-se a 6, múltiplo de TRÊS;
  • após JESUS ser crucificado "houve TREVAS sobre a terra desde a TERCEIRA hora até a NONA"
  • JESUS "morreu" na NONA hora e ressuscitou ao TERCEIRO dia;
  • E quantos anos ele viveu? TRINTA E TRÊS.
Gostaria de deixar claro que essas informações foram obtidas em pesquisas; não sou numerólogo e até questiono algumas citações, mas estamos falando de trevos, superstições então me valho de uma variação de "licença poética", a licença "Bloguética".

Mas enfim, é muita coincidência né, acredito que algum supersticioso que ler isso, em vez de tirar os trevos do gramado, vai tirar o gramado dos trevos.
Voltando ao Trevo de 4 folhas, diz-se que cada folha tem um significado sendo: ESPERANÇA - FÉ - AMOR - SORTE. Bom, eu particularmente não preciso de um trevo de 4 folhas para obter esses significados em minha vida, caso contrário, se algum deles me faltasse, não estaria aqui, com esse ótimo humor escrevendo para vocês, nem sei se existiria.

Então, pense com mais carinho nos trevos!!! 
Ah, e eles têm também propriedades medicinais, mas isso fica para outra postagem que direcionarei apenas para esse assunto.

Obrigado pela atenção de todos, meus leitores queridos... É um imenso prazer saber que tenho pessoas admiráveis como leitores, e são vocês que me impulsionam a escrever sempre mais.

Um beijo no coração de todos





sábado, 10 de setembro de 2011

Um sábado; muita atividade!

Ola queridos leitores; (eu adoro escrever achando que tenho vários leitores)

Bom, na verdade o blog foi elogiado por algumas pessoas, pessoas essas que sei que são sinceras, e fiquei muito feliz, principalmente com um comentário do grande amigo Fábio sobre o cabeçalho do blog. Enfim, às vezes achamos estar fazendo algo tão principiante e sem importância, e surgem pessoas gentis e sinceras que fazem você ver que  vale a pena construir algo.
Hoje acordei todo inspirado, com a certeza que o protótipo da minha mini horta compacta sairia da minha imaginação e se concretizaria. Pois é, sair da imaginação ela saiu, concretizar... apareceu uma pedra. Seguindo a filosofia de Fernando Pessoa, vamos fazer da pedra um castelo um dia. Enfim, o protótipo não deu certo, mas aprendi uma frase, ou me foi soprada ao ouvido por meus amigos espirituais
.
"A QUESTÃO NÃO É SE VAI DAR CERTO, A QUESTÃO É FAZER DAR CERTO".

Pois bem, tudo bem, ponto para a pedra, 1x0.
Mas deixa estar que minha estratégia ainda não foi vencida, esse protótipo sai, não hoje porque estou esgotado, mas amanhã talvez.
E talvez não era para esse protótipo sair hoje, visto que, entre cola quente secar, cebolinhas serem plantadas, vasos acabarem de respingar água, tinta secar, e todo processo necessário envolvido no protótipo em questão, existia um tempo livre que minha mente hiper ativa não podia ficar ociosa. Duas tábuas em angulo reto viraram uma excelente pintura abstrata pós moderna, que ficou ótima no canto da parede de minha casa que estava com falta de algumas cores. (Pedi para o Eliel me segurar, pois estou pensando em começar a pintar as paredes!!!)

FOTOS!!!!! estou com um probleminha, não tenho máquina fotográfica, mas o celular vai quebrar esse galho, assim que eu arrumar um cabo USB. Doações?! (já viram o cartão na entrada do blog né, é só ligar).
Pois bem, plantei cebolinhas, da forma que o tiozinho da horta ensinou, e no outro canteirinho, do jeito que minha "amiga" blogueira (na verdade eu entro sempre no blog dela pois acho fantástico o que essa mulher faz) Lanna Pimentel www.lannapimentel.com (nem sei se eu poderia citá-la, mas pela gentileza com qual ela respondeu meu comentário, acredito não haver problemas). Agora tenho cebolinhas, salsinhas, oréganos, Hortelãs, e por falar em hortelãs ganhei um maço gigante do meu amigo Marcelo para plantar também, manjericões e boldo (mas esses são só ornamentais mesmo, nem me atrevo a fazer chá disso, costumo dizer que não é o chá de boldo que cura, é o medo de ter que tomá-lo novamente).

Entre tentativas e acertos, uma lição aprendida, um quadro criado, e um protótipo de mini horta compacta quase terminado. Foi bom, sábado criativo.

Agora, jantinha com o amor, arroz, feijão, linguiça e batatas fritas (por mim)

Um bom final de semana a todos!!!!!!!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Rosas, orquídeas ou bromélias? Quem é a rainha?

As rosas são as flores mais populares que conhecemos. São cultivadas desde que o homem é Homo Sapiens, ou até antes, já que existem registros de fósseis de rosas. Já as orquídeas, se tem notícias delas há apenas dois mil e quinhentos anos. Quanto as bromélias, só existem nas Américas. 
E la vai minha imaginação!!!!!!


Em uma das minhas aulas de jardinagem, uma das senhoras que faziam o curso comigo exclamou que a rosa era a rainha das flores. No mesmo momento outra amiga, orquidófila, levantou e proclamou em alto e bom tom: "Quem falou isso não conhecia as orquídeas!"
O resto da discussão é irrelevante para a questão aqui.
Mas minha mente atenta a detalhes e cheia de criatividades comparativas não deixaria tal fato passar em branco. 


Agora "senta que la vem história":


Diz a história que a primeira rosa cresceu nos jardins Asiáticos há 5000 anos. Mas na sua forma selvagem foram encontrados fósseis datados de 35 milhões de anos. (Rainha por excelência)
A rosa também já foi considerada um símbolo pagão, ligados a segredos da igreja na Idade Média. Vejam bem a lista abaixo, achei super interessante, e nos dias de hoje, uma ótima forma de presentear alguém com a cor certa:

  • Rosas Amarelas: amor por alguém que está a morrer ou um amor platónico... ou... amizade
  • Rosas Azuis: verdadeiro amor eterno, raro, forte, que nunca se abala ou descolore, em algumas culturas ela tradicionalmente significa mistério ou a busca _ ou o alcance do impossível
  • Rosas Brancas: reverência, segredo, inocência, pureza e paz
  • Rosas Champanhe: admiração, simpatia
  • Rosas Coloridas em tons claros: amizade e solidariedade
  • Rosas Coloridas, predominando as vermelhas: amor, paixão e felicidade
  • Rosas Cor-de-rosa: gratidão, agradecimento, o feminino (muitas vezes aparece simbolizando o útero em algumas culturas)
  • Rosas Vermelhas: paixão, amor, respeito, adoração
  • Rosas Vermelhas com Amarelas: felicidade
  • Rosas Vermelhas com Brancas: harmonia, unidade.

OBS: Aproveitem a Expoflora, em Holambra que está acontecendo agora em setembro, pois essa variedade de cores, acredito eu, só se encontram lá!!!!!

ORQUÍDEAS:

Data-se seu cultivo há 2500 anos atrás, e não existem relatos de fósseis delas. Era usada poções curativas, e afrodisíacas com elas, e também para decoração, mas sempre ocuparam grande papel nas superstições. Confúcio (um filósofo Chinês) atribuía ao seu perfume sinal de caráter, beleza, delicadeza, amor, pureza e elegância. 



BROMÉLIAS


Salvo algumas espécies no Golfo da Guiné, essa maravilhosa planta "É NOSSA". Originária das Américas e muito cultiva na América do Sul, Tropical, adoro ser tropical. A bromélia é brasileira (isso sou eu quem estou dizendo), rústica, linda, guerreira, e se não tiver um jeitinho com ela, ela te cutuca.


MINHA CONCLUSÃO:


As Rosas são as Rainhas das flores sim, pela sua experiência de vida, beleza e resistência. Tem perfume na hora de perfumar, e espinhos na hora de atacar. Uma postura digna de uma Rainha.


As Orquídeas são as Princesas das flores. Belas, delicadas, atraentes, elegantes. Mas que necessitam de cuidados, ainda um pouco frágil.


Já as BROMÉLIAS (as minhas preferidas) são as gatas borralheiras do mundo botânico, que suam, trabalham, são ríspidas, mas na hora de mostrar sua beleza, saem para bailar, conquistam o príncipe da festa e nem se importam em tirar os sapatos para dançar..., e voltam a meia noite, ou não!!!!!


Por isso tenha em seu jardim, Rosas, Orquídeas e Bromélias, pois um conto de fadas sempre tem uma rainha, uma princesa e uma gata borralheira!!!!!!




E VIVA AS BROMÉLIAS!!!!!





quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Cebolinhas, Ceboletes, ou Cebola de Primavera

 Não poderia nessa postagem deixar de homenagear meu ídolo da infância... Mas as homenagens param por aqui pois isso é um blog de jardinagem (eu ainda acho que é) e não de história em quadrinhos.

Ontem, eu e Eliel, abençoados que somos, fomos à horta que tem no quarteirão acima de casa, comprar verduras, cheiro-verde, e tal. Eu, com esta cara-de-pau que tenho perguntei ao sr. muito simpático que cuida da horta, se ele me venderia algumas mudas de cebolinha. Em princípio achei que não venderia, pois, se eu plantar cebolinha em casa, não compraria mais na horta dele. Mas a vida ensina em pequenos detalhes quase imperceptíveis que existem mais pessoas boas que podemos imaginar. Fizemos as compras, a adivinhem, as mudas ele não cobrou e ainda me ensinou como plantar. Que generosidade.

Bom, seguindo o intuito de reaproveitamento de materiais e hortas residenciais, vamos aos passos:

Pegarei um galão de 5 litros d'agua, não desses retornáveis por favor, desses descartáveis, ou na minha língua, reutilizáveis, e dividirei ao meio, na horizontal, obtendo assim 2 canteiros.

Quanto às mudas, estou em dúvida, pois o tiozinho simpático da horta me ensinou de uma forma, e em minhas pesquisas virtuais encontrei outras formas.

Que bom que terei dois canteiros, pois tentarei várias formas.

1ª Forma (a do tiozinho): encher o canteiro com terra devidamente preparada, ou seja, esterco curtido, ou terra vegetal, ou humus de minhoca, fazer as covinhas, cortar as pontas das raízes e metade do massinho de cebolinha ao meio.

2ª Forma (das pesquisas): Pegar o massinho, separar as cebolinhas uma a uma, e plantar apenas um fiozinho em cada cova a cada 10cm, isso as fará ficarem mais grossas e bonitas.

Enfim, neste mundo de jardinagem, horta e tal, seguir a receita da vovó, do senhorzinho que cuida de horta à mais de tantos anos, são as mais confiáveis.
Detalhe, a cebolinha é muito resistente às pragas (que bom, pois meu  podocarpo está espalhando pulgões por tudo aqui em casa, mas deixa ele, ja encomendei joaninhas)...

As cebolinhas são originárias da China. Diz a história que quanto mais forte seu aroma, maior seu poder de cura. Rica em ferro, vitamina A e C, estimula o apetite (eu preciso evitar então, pois meu apetite se estimula sozinho), e facilita a digestão, e é muito bom contra gripe (será que eu faço um chá?). Foi trazida para o ocidente por Marco Polo (danadinho esse Marco Polo hein, quem puder ler mais sobre o figura, por favor o faça, ele foi a internet em pessoa unindo vários cantos do mundo a tempos atrás).

Sem falar em receitas né. Quem não gosta de uma cebolinha na carne de panela, na salada, e por que não no suco de cenoura, laranja e cebolinha. É muito bom. Mas uma receita boa mesma é essa:

Pega uma manga, nem verde nem madura, e não precisa ser só uma, quantas quiser.
Pica um maço de cebolinha, exagera mesmo.
Limão, uma pitadinha de sal, pimenta do reino (se possível branca que é menos prejudicial à saúde)
Kanni
Rúcula
Tomate seco

Mistura tudo e bom apetite...

E por falar em receitas, gostaria de citar aqui o site do Grande Amigo Paulo Bolliger cebolaealho.com.br , lá vocês encontrarão ótimas receitas a partir de cebola e alho, que é o básico e o melhor de nossa culinária, e até tem uma minha, pra arrumar marido, ahahahaha, Macarrão ao molho de Chocolate com Pimenta. Visitem!!!!

Agora boa quinta-feira, que eu vou fazer horta, pagar contas, enfrentar filas, etc,etc,etc... (gostaria só de fazer horta)

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Chá de Alecrim!!!

É ótimo ver a reação das pessoas que leem o blog, essa experiência é bem legal e recompensadora. Em resposta à uma amiga que adorou a matéria do Alecrim, pedindo a receita do chá, eu faço o chá basicão, pego dois raminhos ou tres, de preferência a pontinhas dos galhos, onde o sabor está mais concentrado, fervo na água e tomo. Agora, o chá que o anjo ensinou para a rainha eu não sei, mas se souber, eu compartilho.... Há também outra maneira (só que bem mais gorda) que é colocar açúcar na panela e caramelizar junto com o alecrim, depois de caramelizado adicionar o tanto de água necessária para o chá!!!!! 

Tá aí a receita Maria!!! 

Comparações que surgem em minha mente!

Toda planta, fora de seu habitat natural, que é o caso das nossas plantinhas de casa, merecem certos cuidados.
Primeiro ela vem de uma sementeira, brota, sai da sementeira e vai para um vasinho maior, se desenvolve, vai para outro vaso definitivo ou é plantada no solo. Essas que vão para os vasos definitivos geralmente ficam lá a vida inteira, ou são trocadas por diversos motivos: o vaso quebrou, enjoamos do vaso, a planta ficou maior que o vaso sustenta, etc, etc, etc... Depois vem as podas de limpeza, podas de produção, adubação, controle de pragas, desenvolvimento de flores, frutos, sementes, e um dia a morte!

Tudo igual;

Todo ser humano, fora de seu habitat natural, que é o caso do ser humano, merecem certos cuidados. Primeiro ele vem de uma gestação, nasce, sai do útero materno e vai para o bercinho, se desenvolve, vai para um berço maior ou já tem o seu quarto no lar definitivo. Esses que vão para o lar definitivo, podem ficar lá pela vida inteira, ou em outros casos mudam-se por vários motivos: a lar quebrou, enjoaram do lar, o ser humano pensa que ficou maior que o seu lar possa sustentar, etc, etc, etc. Depois vem as limitações (podas), o ser humano precisa podar alguns costumes para iniciar seu processo de produção. Cresce, precisa de conhecimento (adubação), cuidar da saúde, desenvolver suas flores, gerar seus frutos (filhos), sementes (netos) e um dia morre.

Uma comparação bem genérica, mas assim como as plantas há os que não geram frutos simplesmente porque sua natureza é essa. Algumas plantas levam cem anos para produzir uma semente, algumas passam a vida sem adubação, sem florir, assim como algumas pessoas também são assim.

Algumas plantas são daninhas, ou seja, sugam os nutrientes do solo de forma desigual, deixando outras plantas em sua volta sem esse nutrientes; algumas pessoas também são assim.

Algumas plantas são tão tóxicas, que só o fato de encostar nelas já sentimos seu veneno; algumas pessoas também são assim.

Algumas plantas cedem um espaço de seu "corpo" para que outras se desenvolvam; e felizmente algumas pessoas também são assim.

A única comparação que não consegui encontrar foi plantas que a natureza simplesmente expulsou do solo, deixando-a a mercê de si mesma; a notícia ruim, é que alguns seres humanos são assim.

Por: Maurício Soave

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Onde estão a borboletas!!!???

Hoje presenciei um episódio que me deixou em um certo conflito.
Fui acionado, mais um parceiro de trabalho, para verificar uma palmeira que estava tomada por lagartas. Quando chegamos ao local, apenas uma das palmeiras estava tomada por umas dezenas de lagartas. Como sou iniciante na área de paisagismo e jardinagem, perguntei ao meu colega de trabalho, que conta com mais experiência que eu, qual seria a forma mais adequada de controlar a infestação. A resposta dele, e, a maioria de respostas que encontrei em minhas pesquisas, foi "usaremos inseticidas".
Ou seja, mataremos as lagartas.
Pensando "cá com meus botões", isso é um desequilíbrio ecológico. Uau, que novidade!!!!
No meio natural, haveriam predadores naturais das lagartas, garantindo que elas não proliferassem tanto a ponto de destruir uma palmeira de um dia para o outro de tanto se alimentarem. E também haveriam milhares de palmeiras para servir de alimento para cada lagarta.
O que mais me feriu foi, essas lagartas são do tipo que viram borboletas?
Sim, aquelas grandes, azuis...
Sinceramente, preferiria ver uma palmeira toda retalhada pelas lagartas, e depois toda cheia de casulos e ficaria ali, sentadinho, esperando um mundo de borboletas surgir em minha frente.

E ainda se perguntam, cadê a magia do mundo?

Ela está em nossa frente, só que geralmente não executamos muito bem os processos necessários para que ela aconteça!

Fiquei triste pelas lagartas, pela palmeira, e pelo desequilíbrio ecológico... e por enquanto, eu só posso desabafar!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

E por falar em mini hortas...


Uma pessoa muito querida, e uma artista que se desconhece por talento, me enviou suas últimas peripécias. Obra do destino ou coincidência (aliás ouvi uma frase ótima sobre coincidência, não me lembro o autor: "A coincidência foi a forma que Deus inventou para ficar no anonimato!"). Enfim, voltando à Rita Botene, essa amiga fantástica, me enviou, sem saber da existência do meu blog, fotos de suas novas criações, as quais pedi as autorizações necessárias para postá-las aqui:











Idéias úteis de produção caseira de temperos, com reutilização de materiais, e eu sempre bato nessa tecla "REUTILIZAR VEM ANTES DE RECICLAR", artisticamente corretos e harmônicos.

Interessou? Manda-me um mail ou comentário que "fazemos qualquer negócio!"








Beijo Rita

E um abraço fraternal a todos meus leitores

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

ALECRIM, já vem com alegria no nome!!!

A terceira planta que minhas mãos tiveram a alegria que gerar foi o alecrim.
Desde adolescente já sabia que ele tinha uma função anti-depressiva, mas em minhas pesquisas no mundo das ervas descobri que o nome alecrim só pode ser derivado da frase "alegre sim"!
Pra começar ele vem da família das Labiadas.

Labiadas

Lábios e risadas.

Sorriso sim;

ALECRIM!








O chá dessa erva tem atuação principal no cérebro e no coração. Ajuda a restabelecer energias, atua como anti depressivo, indicado para problemas emocionais.
Fala sério né, se o mundo soubesse disso, seria bem melhor.
Eu vou fazer um teste, apesar de estar em uma fase ótima de minha vida, mas as vezes tenho umas crises de irritação...  A partir de hoje, vou acordar e tomar um chá de alecrim, em uma semana volto para relatar os efeitos sentidos!

Voltando ao alecrim plantado, sinceramente, ficou muito bonito no vaso. Ou melhor, na talha de cerãmica de água que estava jogada no quintal do vizinho. E o bichinho além de tudo dá uma de independente. Não requer um solo muito fértil, não gosta de muita água, e adora tomar sol direto.

Mas uma boa dica vai, compra uma bela peça de acém, sela ela numa panela de pressão, joga rodelas grossas de cebola, sal à gosto (cuidado com a hipertensão hein pessoal), e dois galhinhos de alecrim. Deixa na pressão por 30min (+/-), abre a panela, retira as folhas de alecrim, elas não ficam legais na degustação, e saboreia a carne a vontade com aquela lembrança de alegria...

DOR DE CABEÇA: Chá de Alecrim;
DORES MUSCULARES: Unguento de Alecrim;
E mulherada,CÓLICAS MENSTRUAIS, chá de alecrim!!!!!! Não é a erva da alegria?!. Façam o teste depois me contem se ele ameniza a TPM também.

E se quiser experimentar, use e abuse em aves, carneiros, molhos brancos, rosés e vermelho.
Uma vez usei em asinhas de frango. coloquei as asinhas de frango num refratário, melequei elas com mostarda e alecrim, joguei uma lata de cerveja clara, levei à geladeira e no outro dia botei na churrasqueira!!!!!!!!


Assim né; é só Alecrim!!!!!!

E uma história interessante, diz a lenda que Elizabeth, Rainha da Hungria, no Renascimento,  recebeu de um anjo a receita do chá de alecrim. Neste episódio, a rainha contava com seus 72 anos, paralítica e sofrendo de gota. Com o uso da receita, recuperou sua saúde, sua beleza e ainda foi pedida em casamento!!!!!! Vejam bem, deem uma folga ao nosso intelectual Santo Antonio, apelem para o alecrim.


E agora boa noite, pois já tomei meu chá de cidreira e meus olhos estão fechando!


obs: Nenhuma informação deste texto substitui qualquer tratamento médico.

Hortas residenciais

Cada vez mais se ouve falar em produtos orgânicos, em cultura de subsistência, alimentos saudáveis e qualidade de vida.
VIDA, acho que poderíamos colocar um sinônimo nessa palavra: CICLO!
Antigamente tínhamos mais pessoas vivendo no ambiente rural, cultivando seus alimentos, criando seus animais, os quais comeriam depois, enfim, toda aquela história que foi completamente modificada pela revolução industrial e o êxodo rural. Viemos para as cidades, pequenas, médias, grandes. Cada geração com suas oportunidades em uma dessas denominações de cidades.
Bem, agora voltemos ao título, mas acho que expandirei um pouco mais o assunto.
Vocês sabiam que já existem vacas geneticamente modificadas para ficarem menores, aproximadamente do tamanho de um cachorro de grande porte, e pasmem, elas produzem 1 litro de leite por dia (lógico que dentro de todo ciclo biológico necessário, fecundação, parto, bezerrinho, etc). Ou seja, inventamos uma vaca que produz leite necessário para uma família por dia, e o melhor, sem conservantes.
Mas deixando a vaquinha de lado (fofa, meu sonho de consumo), vamos às hortas residenciais. Fiz uma pesquisa sobre elas ontem a noite, estou empolgadíssimo com essa ideia, e existem vários modelos surpreendentes. Até um vaso que você cola (sistema a vácuo) no vidro da sacada do seu apartamento, fantástico.
Eis o CICLO. Ou posso chamar de EQUILÍBRIO?!
Construímos as cidades, desenvolvemos o "tudo pronto" agora queremos voltar as nossas origens, claro que conservando a tecnologia já alcançada. Eh ser humano, apesar de alguns defeitos, nós somos fantásticos.
Um dia vou construir uma caverna ultra moderna e auto sustentável.

"PEDRAS NO CAMINHO, GUARDO TODAS, UM DIA CONSTRUO UM CASTELO" (Fernando Pessoa.)
Ou uma caverna ultra moderna auto sustentável. (Maurício Soave)

Agora com licença que vou criar uma horta residencial com um cabo de vassoura (na verdade metade dele, pois quebrou) e garrafas pet's.
Aos meus leitores, aceito sugestões, críticas e materiais que possam ser reutilizáveis. (por favor, limpos, não quero lixo dentro de casa).
Um ótimo dia a todos!